sábado, 7 de junho de 2014

CHACINA EM PADRE PARAÍSO


BO Número 723/2014  Polícia Militar - Homicídio Consumado

Vítimas:  DURVALINA GOMES NUNES DOS SANTOS, 62 anos, casada, aposentada, ANTONIO GOMES DOS SANTOS, 73 anos, casado, aposentado , JOSEFINA GOMES NUNES, 93 anos, viúva, aposentada, residentes no córrego Abelha Brava, s/n° Zona Rural de Padre Paraíso/MG e G.GOMES, aproximadamente 07 anos, sem maiores dados.

Em 06 de junho 2014 as 19H:30 min a guarnição composta pelo SGT ALDRIN e SD XAVIER, foi acionada, pelo solicitante William Lopes, que relatou que estava na comunidade conhecida por abelha brava zona rural de Padre Paraiso/MG e que escutou disparos de arma de fogo e pessoas chorando e deslocou em direção ao local e deparou com 04 (quatro) corpos no interior da residência, sendo que deslocou até ao quartel para acionar a guarnição, que apenas nos informou que ouviu um barulho de uma motocicleta, e que viu marcas de pneus de moto na estrada que da acesso a residência, não informando maiores dados.  Deslocamos ao local que foi isolado e preservado ate a chegada do perito, Emerson Figueiredo de Souza, MASP 1558551, que constatou que o indivíduo adentrou no interior da residência sendo que a porta se encontrava aberta e fez 03 (três) disparos de arma de fogo (revolver) em direção à vítima, Antônio Gomes, sendo que 02 (dois) projeteis os atingiu no peito e um no braço esquerdo que perfurou atingindo o peito do lado esquerdo, sendo encontrado próximo ao corpo que estava em posição decúbito frontal, 03 (três) cartuchos de revolver calibre 38 em seguida o (s) indivíduo (s) foram em direção a um quarto e fez 01 (um) disparo  atingindo o peito da vítima, Josefina Gomes, que estava sentada na cama e fez 02 (dois) disparos no queixo da vítima, Durvalina Gomes que caminhou em direção a outro quarto caindo em posição decúbito ventral. Em seguida o (s) indivíduo fez um disparo no braço esquerdo da criança G. Gomes de aproximadamente 07(sete) anos, que perfurou atingindo o peito do lado esquerdo, que caiu em posição decúbito dorsal. Segundo relato da testemunha Maria Batista no dia 04/06/14, quarta feira, foi até a cidade de padre paraíso acompanhada da vítima, Durvalina Gomes e foram até aos correios sendo que a vítima sacou o seu pagamento naquele estabelecimento, porém não sabe se foi subtraído algum dinheiro ou objetos no local.  Foi feito rastreamento nas imediações da zona rural pelo serviço de inteligência da PMMG, bem como integrantes da polícia civil de padre paraíso no intuito de colher maiores dados, porém sem êxito. Rastreamentos continuam no intuito de identificar a autoria do crime. Não foi possível colher maiores dados da criança uma vez que não encontramos documentos dela e nenhum parente soube informar os dados. Fato ocorrido a aproximadamente 540 km da capital mineira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário