sábado, 1 de novembro de 2014

O Vale do Jequitinhonha Chora a Morte da Mestra Izabel Mendes - 08/1924 a 30/10/2014

















Izabel Mendes da Cunha

D. Izabel, a Mestra Izabel, a doce Izabel, a Guerreira Izabel, a Serva de Deus Izabel, a mãe, a avó, a bisavó...

Nascida na Fazenda Córrego Novo que fica no município de Itinga MG no 03 dias do mês de  Agosto de 1924. Teve cinco filhos, nove netos e sete bisnetos. Membro da Igreja Batista em Santana do Araçuaí. Conhecida mundialmente por sua arte de fazer com suas próprias mãos relatos dos semelhantes, contando através do barro, o cotidiano da humanidade. Com sua doçura no falar e a força no lidar, fez sua historia ser eternizada através  de suas peças. Mudou a história de uma comunidade, de uma cidade viu crescer a cada nascer e se pôr-do-sol. Conheceu um lado amargo da vida ao ficar viúva, fazendo das suas mãos gerar o pão que sustentaria sua família Generosa, não ficou para si o conhecimento adquirido e mudou a história de muita gente. Fez discípulos e hoje descansa  ao lado do Pai Celestial.

         Combati o bom combate, completei a carreira e guardei  a fé.” ( I Timóteo 4.12)

         Hoje a família de Dona Izabel se sente triste  pela ausência e orgulhosa pela história. Certos que a felicidade vivida com ela se faz eterna  na memória, cada detalhe desta mulher que fez da fragilidade uma qualidade, cada dificuldade  um degrau para o crescimento, cada peça feita um pouco de si mesma.

         A Deus toda Honra a toda Glória para sempre, Amém!

Texto: Tânieli da Silva A. Pereira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário