domingo, 29 de março de 2015

Criança portadora de autismo é estuprada por familiar no Vale do Jequitinhonha

"Reportagem Coruja do Vale do dia 29 março 2015"

Crime acontecia no Povoado de Morais, no município de Padre Paraíso. Homem é procurado pela Polícia.

Um homem de 42 anos foi denunciado na tarde da última quinta-feira, 26 de março, por estuprar uma criança de 7 anos e portadora de autismo. O crime acontecia no Povoado de Morais, no município de Padre Paraíso, no Vale do Jequitinhonha.

De acordo com a ocorrência registrada pela Polícia Militar (PM), um membro do Conselho Tutelar e uma psicóloga do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) procuraram o quartel e informaram que estavam monitorando a criança e que há alguns dias ela apresentava sinais de abuso sexual, como dor no ânus, dor no corpo e choro incessante.

Ainda segundo a PM, o homem era o responsável por levar e buscar a criança na APAE de Padre Paraíso. Monitores da instituição informaram aos militares que o suspeito sempre apresentava sinais de embriaguez.

O conselheiro tutelar e a psicóloga se responsabilizaram em levar a criança ao hospital para atendimento com o perito médico. Conforme a ocorrência, o homem possui um outro registro policial, também por estupro de menor. A Polícia Militar realizou rastreamentos com intuito de localizar e prender o suspeito, porém sem êxito até às 5 horas da manhã dessa sexta-feira (27).

 Criança portadora de autismo é estuprada por familiar no Vale do Jequitinhonha
Crime acontecia no Povoado de Morais, no município de Padre Paraíso. Homem é procurado pela Polícia.

Um homem de 42 anos foi denunciado na tarde da última quinta-feira, 26 de março, por estuprar uma criança de 7 anos e portadora de autismo. O crime acontecia no Povoado de Morais, no município de Padre Paraíso, no Vale do Jequitinhonha.

De acordo com a ocorrência registrada pela Polícia Militar (PM), um membro do Conselho Tutelar e uma psicóloga do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) procuraram o quartel e informaram que estavam monitorando a criança e que há alguns dias ela apresentava sinais de abuso sexual, como dor no ânus, dor no corpo e choro incessante.

Ainda segundo a PM, o homem era o responsável por levar e buscar a criança na APAE de Padre Paraíso. Monitores da instituição informaram aos militares que o suspeito sempre apresentava sinais de embriaguez.


O conselheiro tutelar e a psicóloga se responsabilizaram em levar a criança ao hospital para atendimento com o perito médico. Conforme a ocorrência, o homem possui um outro registro policial, também por estupro de menor. A Polícia Militar realizou rastreamentos com intuito de localizar e prender o suspeito, porém sem êxito até às 5 horas da manhã dessa sexta-feira (27).

Reporter Metzker .

Um comentário:

  1. O povoado de morais não pertence a Padre Paraíso, pertence a Ponto dos volantes.
    Att;

    ResponderExcluir