quinta-feira, 2 de abril de 2015

Prefeitura de Almenara rompe convênios com as Polícias Militar e Civil

"Reportagem Coruja do Vale do dia  02 de maio de 2015"



Crise financeira é a motivação para o rompimento dos convênios. Segundo o comandante do 44º BPM, os almenarenses não serão afetados pela medida adotada pela Prefeitura.

A Prefeitura Municipal de Almenara, no Vale do Jequitinhonha, enviou na última terça-feira, 31 de março, ofícios para o Comandante do 44º Batalhão e para o Delegado titular da Delegacia de Polícia Civil da cidade comunicando o encerramento dos convênios firmados entre as instituições e o município. Os ofícios foram assinados pelo Secretário Municipal de Administração, Planejamento, Desenvolvimento e Recursos Humanos, Raimundo Nonato Vieira.

A Polícia Militar de Minas Geais, é um dos órgãos de segurança do estado, mas para que seja instalada em qualquer território do estado é necessário celebrações de convênios com as prefeituras (manutenção e assistência com até combustíveis).

Este órgão de segurança é uma Corporação que desde a inscrição até seus deslocamentos para o serviço, lhes é cobrado tudo (fardamento, armas, munições, assistência medico hospitalar, medicamentos em fim tudo).

E onde ficam as verbas do estado que são consumidas pelos deputados e assessores, que, aliás, ganham ou são subsidiados até festas?

O Comandante Tenente Coronel Cláudio informou em público que a cidade e sua população nada sofrerão com relação à segurança. Óbvio que isto é uma justificativa de comandantes, como seus subordinados o fazem em defesa sócio-política do estado.

Por exemplo, no caso de viaturas e efetivos insuficientes em todo estado, mas no “sul de minas” e “triangulo mineiro” a situação é outra. Mas o pronunciamento de V.Sa foi uma grande tranquilidade para a cidade, mas e a micro região como estará?

Dentro da realidade do Médio Jequitinhonha  (só médio), qual a resposta do Excelentíssimo Comandante Geral do Estado, para o caos da segurança deficiente no médio Jequitinhonha, que a bandidagem circula livremente pelas ruas das cidades, dominando os povoados  com a ação de suas quadrilhas e porque não dizer cartéis?

Apenas uma gota desta enxurrada de facínoras agindo, temos um exemplo de Padre Paraíso com aproximadamente 21 mil habitantes, tendo instalado na cidade um pelotão existente apenas papel?

E Itaobim uma Companhia Independente! Independente de que? De formatura de policiais? De Despesas ou de Viaturas? Explica tudo isso para a população com a resposta executada em segurança real!
É preciso que tudo isso, seja convertido em realidade e o Governo do Estado tenha a responsabilidade de governar o estado por completo, não apenas a capital ou determinadas regiões.

A polícia Civil, nem se fala com tantos descréditos.


O Governo Federal precisa de um Ministério de Soluções, para entender e praticar prioridades, começando pela redução de impostos abusivos, que em Minas Gerais, trata-se do algoz do sistema mercantilista estadual.

" Repórter Metzker"

Nenhum comentário:

Postar um comentário