domingo, 10 de maio de 2015

Vereador Ivan Miranda, quebra tabu, “Uma Andorinha não faz verão”.

"Reportagem do Coruja do Vale do dia 09 de maio de 2015."




Segundo “Van” como é popularmente conhecido, não tem o mínimo de preocupação, com as ameaças, represálias ou chacotas com seu nome, para ele importa seu trabalho e cuidado para que a população tenha o que lhe é de direito.

Comenta – Quando minhas filhas e noras, ocupavam cargo público no município, tive ameaças de serem dispensadas, caso eu não aprovasse projetos da prefeita. Isso jamais me tiraria a paz ou mudaria minha conduta.

“Eu disse em voz alta e clara à Executiva”. Que sejam dispensadas caso não estejam ocupando o cargo por concursos ou dentro da legalidade.

Diz ainda - O profissional que não corresponde à sua responsabilidade deve ser demitido por justa causa.

Continua - Não aceito, não concordo nem aprovo projetos de cunho pessoal, ou fora do padrão da legalidade. Tudo aquilo que não me inspira confiança e que não haja comprovação dentro da legislação, para uso do dinheiro público em benefício da população, jamais aprovarei sem primeiro ter conhecimento detalhado. Usarei se necessário for todos os recursos para bloquear se for comprovado o mínimo fora das leis.

Não tenho conhecimento, nem interesse da vida particular do Executivo e seus auxiliares, sejam do alto escalão, médio ou baixo, menos ainda dos Excelentíssimos colegas vereadores.

Exercerei minha autoridade conferida pelo povo, de legislador e fiscal do patrimônio público, sem restrição, a bem da comunidade populacional de Padre Paraíso num todo.

Na Câmara para um projeto ser aprovado é necessário “quórum” (maioria), aquilo que não estiver em comunhão para proteção e benefício do povo, recorrerei e farei sim denuncias pública tanto às ouvidorias, ministérios públicos e até na imprensa.

Não importo ou preocupo que esteja sozinho –  SOU TRANSPARENTE NA TOTALIDADE, afirma e finaliza.

Retornando – Diz vejam a declaração para o Coruja do Vale, da minha (pretendente) nora a seguir.


Nayara Ferreira Soares, segundo o vereador, Ivan Pereira Miranda “VAN”, exercia o cargo de Assistente Social no “Caps”, da Prefeitura Municipal de Padre Paraíso, e foi em 15 de dezembro de 2014 (nove meses depois) dispensada pelo fato "dele" não ter apoiado a eleição do candidato da Prefeita a presidente da Câmara, o Senhor Isnaldo Rodrigues da Silva (Bananinha).


A Ex Assistente Social, Nayara indignada, procurou o Coruja do Vale, para que este informativo publicasse o descaso e o desrespeito ao seu direito, de não ter o que havia solicitado da Prefeitura, documentos de sua contratação, como cópias do Contrato Celebrado para seu exercício, seus “contracheques” (nove meses de serviços).

Segundo Nayara, quando buscou tais documentos, a resposta foi que ela nada mais era que uma prestadora de serviços, e que isso não dava o direito de posse de segunda vias ou cópias, e que se ela quisesse receber tais, deveria procurar o Ministério Público ou então o Advogado da Prefeitura que por sua vez, teria que fazê-lo por contra própria, custo e risco.

Ainda disse - que tem os direitos de recebimentos de férias e 13º proporcionais, além do terço de férias.

A ex assistente social, vendo o abuso à seus direitos, irá denunciar na Justiça e Ouvidoria Publica do Trabalho, assim como no Ministério Público Federal.


Seguiremos o trajeto a percorrer, e aliados à Imprensa Nacional, publicaremos todo percursos e tramitação dos Processos.


"Repórter Metzker José"